Segunda-feira, 16 de Junho de 2008

Bernardo Sousa no Rali da Turquia

Bernardo Sousa: "Saio sem dúvida mais forte deste rali"
 
 

A dupla Bernardo Sousa/ Jorge Carvalho concluiu hoje na 11ª posição a sua participação no Rali da Turquia, quarta prova do Campeonato do Mundo de Produção (PWRC). Depois da desistência da véspera, motivada pelo acidente ocorrido com um espectador, o piloto madeirense acabou por cumprir os objectivos a que se tinha proposto: terminar a prova.


Após um fim-de-semana de muitas emoções e algumas dificuldades, Bernardo Sousa dá por cumprida mais uma prova do Campeonato do Mundo de Ralis de Produção (P-WRC), o Rali da Turquia. Na contabilidade final fica registado um 11º lugar no Grupo N e um 25º na geral. Um saldo que deixa o piloto do Red Bull Rallye Team satisfeito. Afinal, o objectivo que traçou desde o início da temporada - terminar as provas onde participa - foi mais uma vez cumprido.


"Se o rali tivesse sido só hoje podia dizer que tinha sido excelente. Como não foi, acho que posso dizer que correu razoavelmente e que mais uma vez cumprimos os nossos objectivos ao terminar a prova", refere o jovem piloto madeirense, que na sequência do incidente de ontem, admite ter entrado no primeiro troço do dia ainda pouco à vontade com o carro. "Entrei no primeiro troço um bocadinho a medo, mas fui ganhando confiança e nos troços seguintes já estava tudo bem. Saio sem dúvida mais forte deste rali", garante. Nos três troços cronometrados de hoje, num total de 67,56km, Bernardo manteve sempre uma condução rápida e consistente que lhe valeu um 5º, 6º e 4º posto entre os pilotos do Grupo N. Após quatro provas o piloto madeirense soma dez pontos e ocupa a sétima posição na classificação geral do P-WRC.


Depois de duas provas consecutivas do P-WRC, Bernardo estará entre 3 e 5 de Julho na ilha de São Miguel a participar no Rali dos Açores, prova pontuável para o Campeonato de Portugal, Taça da Europa e Campeonato dos Açores de Ralis.
Retirado do jornal "Autosport"


publicado por tonic_alex às 13:49
link do post | comentar | favorito

Armindo Araújo no Rali da Turquia

Armindo Araújo: "Não baixámos os braços e fizemos um resultado positivo"
 
 

A odisseia turca acabou por terminar de forma satisfatória para Armindo Araújo, que no último dia conseguiu subir mais dois lugares e chegar à quinta posição, o que lhe permite somar mais quatro pontos para o campeonato. Esse é sem dúvida o facto mais positivo, num rali marcado por vários problemas, que impediram o piloto da Mitsubishi Motors de imprimir o ritmo habitual e de lutar pelos lugares do pódio.


A meta traçada para o último dia do Rali da Turquia consistia em tentar ganhar posições. Só que logo na primeira especial voltaram a surgir problemas com os amortecedores. "Queríamos recuperar lugares, mas logo na fase inicial do troço grande começámos a ter problemas com os amortecedores e tivemos que dosear o andamento. Este é um campeonato cheio de imprevistos e é muito importante terminar as corridas. Desde o momento que percebemos que não tínhamos condições para discutir a vitória, optámos por não cometer erros infantis e conseguimos chegar ao top cinco e somar quatro importantes pontos", referiu no final.


O balanço final acaba por ser positivo só pelos pontos, que permitiram que Armindo Araújo subisse ao quarto lugar do campeonato. "Sinto que era possível ter feito mais, mas os problemas impediram-nos de imprimir o nosso ritmo. Nunca baixámos os braços e penso que fizemos um resultado positivo, que me permite ter a meio do campeonato mais pontos do que em toda a temporada passada", acrescentou.


O piloto da Mitsubishi Motors cumpriu apenas três das seis provas do seu calendário, pelo que está em boa posição de lutar pelos primeiros lugares do campeonato. "Temos 12 pontos e agora vamos trabalhar durante estes dois meses para chegarmos bem preparados à Nova Zelândia, prova de que gosto bastante e onde no ano passado comandei de forma algo tranquila até perder muito tempo com problemas com um diferencial. Espero este ano poder lutar de novo pela vitória", disse a finalizar Armindo Araújo.

Retirado do jornal "Autosport"


publicado por tonic_alex às 13:47
link do post | comentar | favorito

Classificação das 24 Horas de Le Mans

Desde o final do século 20 que só uma única vez, em 2003 a Bentley, interrompeu o avassalador domínio da Audi nas 24 horas de Le Mans e o ano de 2008 não foi excepção. Ainda não foi desta que a Peugeot regressou às vitórias na mítica prova, com o Audi R10 a alcançar a terceira vitória consecutiva.

Desta feita, a vitória coube à equipa Audi Sport North América, com o R10 TDI a ser guiado por Rinaldo Capello, allan McNish e o inevitável Tom Kristensen, que alcança assim a sua oitava vitória.


Para a Peugeot, restou a "consolação" da obtenção dos restantes lugares do pódio, o que não deve deixar nem só um pouco felizes os seus responsáveis e pilotos, mesmo não deixando de ser um bom resultado de conjunto, já que esta é somente a segunda participação do 908 FHI FAP na mítica prova.


Entre os portugueses, Pedro Lamy há muito já se sabia que dificilmente passaria do quinto posto, onde terminou, enquanto a Quifel ASM Team de António Simões e Miguel Amaral, foi quarta classificado na LMP2. Já João Barbosa, e a Rollcentre Racing, ficaram às portas do top 10, na 11ª posição da geral, mas no top 10 da categoria.


Treze vitórias entre os...vencedores


Tom Kristensen, Allan McNish e Rinaldo Capello voltaram a colocar a Audi no topo da tabela ao cabo das míticas 24 horas de Le Mans. Para o comum dos observadores, não é grande novidade, mas a verdade é que a 76 Edição da prova foi equilibrada até final, já que a distância entre as duas equipas da frente nunca foi muito grande e qualquer percalço, incidente, ou mudança súbita das condições de pista, poderia ter ditado mudanças na classificação.


Para Kristensen esta foi a oitava vitória, para McNish a segunda, dez anos depois da estreia a vencer, enquanto para 'Dindo' Capello a vitória de hoje foi a terceira.


Peugeot esteve mais perto


Apesar de ter sido mais forte na primeira parte da corrida, Peugeot não conseguiu o seu grande objectivo, embora tenha colocado os seus dois carros no pódio.


Apesar da maior potência dos Peugeot, a superioridade dos Audi R10 TDI à chuva foi determinante, e durante a noite, a equipa vencedora chegou a uma vantagem de três minutos sobre o Peugeot Nº 7 de Jacques Villeneuve, Marc Gene, e Nicolas Minassian. No final vecneu a maior consistência dos Audi face à maior velocidade dos Peugeot.

Retirado do jornal "Autosport".


publicado por tonic_alex às 13:41
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 5 de Maio de 2008

Acidentes de automóveis

A

publicado por tonic_alex às 14:13
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 28 de Abril de 2008

Prova do campeonato do mundo de wrc do ano de 2008


publicado por tonic_alex às 14:08
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Segunda-feira, 14 de Abril de 2008

A História

1.1-Corridas entre cidades

Com a construção de automóveis e as corridas dominadas pela França, o clube automóvel francês - ACF, realizou algumas grandes corridas internacionais, em geral partindo ou chegando a Paris e tendo a outra extremidade noutra grande cidade na Europa ou na França.

Estas corridas de grande sucesso terminaram em 1903 quando Marcel Renault se envolveu num acidente fatal perto de Angoulême durante a corrida ParisMadrid. Oito mortes levaram o governo francês a interromper a corrida em Bordeaux e a banir as corridas de estrada

1.2-Princípio

As corridas de automóveis iniciaram-se quase imediatamente depois da construção dos primeiros carros movidos a gasolina bem sucedidos. Em 1894, foi organizada a primeira competição pela revista parisiense Le Petit Journal, um teste de confiabilidade para determinar o melhor desempenho.

Um ano mais tarde, realizou-se a primeira corrida propriamente dita, entre Paris e Bordéus. O primeiro a chegar foi Emile Levassor, mas foi desclassificado porque o seu carro não era um automóvel de quatro lugares, como era requerido.

A primeira corrida de automóveis na América, num percurso de 54.36 milhas, teve lugar em Chicago, a 2 de Novembro de 1895. Frank Duryea venceu, em 10 h e 23 min, sobrepondo-se a três carros movidos a gasolina e a dois eléctricos. O automobilismo (também conhecido como corridas de automóveis ou desporto motorizado) é um desporto que tem a ver com competição com automóveis. É um dos desportos mais populares do mundo e talvez aquele onde a comercialização é mais intensa.


publicado por tonic_alex às 13:56
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito

Organização e regulamento

O desporto automotor é regulado mundialmente pela FIA -Fédération Internationale de l'Automobile - Federação Internacional de Automobilismo, que promove e homologa os carros, as pistas e as condições das corridas. O evento máximo organizado pela FIA é a Fórmula 1. Cada nação que organiza este tipo de esporte tende a organizar também uma instituição filiada à FIA que homologa e regula o automobilismo em seu território. No Brasil a CBA - Confederação Brasileira de Automobilismo e em Portugal a FPAK - Federação Portuguesa de Automobilismo e Karting, são as instituições responsáveis por isso.

2.1- Bandeiras

O Código de Automobilismo também regula as sinalizações usadas durante as competições. Quando algo que ocorre na pista necessita da atenção de todos os pilotos, são exibidas bandeiras coloridas próximas ao acontecimento ou na linha de chegada/largada ou especificamente para algum piloto. Os pilotos também podem ser avisados pelo rádio, pelos chamados spotters, mas como estes avisos normalmente são críticos e o rádio pode apresentar problemas durante a competição, usa-se o método das bandeiras que é mais prático e seguro.

As bandeiras são mais usadas para avisar os pilotos sobre a entrada ou a saída do safety car na pista.


publicado por tonic_alex às 13:53
link do post | comentar | favorito

Autódromos e pistas

O evento automobilístico pode ser realizado em autódromos, circuitos fechados construídos específicamente para as provas de velocidade e habilidades de condução dos veículos ou circuitos de rua, como o do Grande Prémio de Mónaco. Os autódromos podem ser ovais como o Talladega Superspeedway nos Estados Unidos, tradicional, com várias curvas e retas como o de Autódromo do Estoril em Portugal e misto como o circuito de Indianápolis também nos Estados Unidos.

As categorias e modalidades como os ralis que colocam à prova a resistência de condutores e veículos usam pistas e circuitos em vários terrenos. Os fora de estrada usam terrenos acidentados naturais ou preparados.


publicado por tonic_alex às 13:52
link do post | comentar | favorito

Categorias

          Existem várias categorias de competição no desporto automomotivo. Todas as categorias devem ser adequadas as regulações do Appendix J do Código Internacional de Automobilismo.                       

4.1-Corridas de monolugares

As corridas de monolugares são talvez o aspecto mais bem conhecido do automobilismo, com carros desenhados especificamente para corridas de alta velocidade. As rodas não são cobertas, e os carros têm asas aerodinâmicas à frente e atrás para produzir uma força para baixo e aumentar a adesão à pista. As corridas de monolugares realizam-se em circuitos especialmente construídos, ou em circuitos citadinos fechados para o efeito. Muitas das corridas de monolugares na América do Norte têm lugar em circuitos "ovais&", e a Liga de Corridas Indy corre exclusivamente em ovais. As mais bem conhecidas corridas de monolugares são as de Fórmula 1, que se desenvolvem num campeonato do mundo anual em que participam alguns dos principais fabricantes de automóveis e de motores do mundo, numa batalha que é tanto tecnológica como de desempenho na pista. Na América do Norte, os carros Champ Cars e os da Fórmula Indy assemelham-se aos de F1 mas são sujeitos a muito mais restrições. Existem outras categorias de monolugares, incluindo as corridas de karts que empregam pequenas máquinas de baixo custo em pequenas pistas. Muitos dos melhores pilotos da actualidade iniciaram as suas carreiras nos karts.

4.2-Ralis

Os ralis, ou rallyes são corridas de carros de produção profundamente modificados em estradas públicas (fechadas) ou em áreas sem estrada. Um rali típico tem lugar em várias etapas, que os participantes podem analisar antes da competição. O navegador / co-piloto usa as notas tiradas durante o reconhecimento para ajudar o piloto a completar a etapa o mais depressa possível. A competição é geralmente baseada nos tempos, embora ultimamente tenham aparecido algumas etapas com competição directa. O principal campeonato de ralis é o Campeonato do Mundo de Ralis, mas também existem campeonatos regionais e muitos países têm os seus próprios campeonatos nacionais. Há alguns ralis famosos: o Rali de Monte Carlo ou o Rali de San Remo. Outro acontecimento semelhante a um rali (na realidade um raide) é o Rali Paris-Dakar. Existem ainda muitas categorias de ralis mais pequenas, populares entre os amadores, constituindo a base dos desportos motorizados.

Há que considerar também o Rali Rota dos Vinhos Verdes, uma das mais importantes provas de Regularidade Histórica para Automóveis Antigos e Clássicos que se realiza anualmente em Portugal. As Regularidades Históricas cada vez assumem mais adeptos e aficcionados em todo o Mundo e possibilitam uma nova abordagem desta temática.


publicado por tonic_alex às 13:51
link do post | comentar | favorito

Conclusão

     Este trabalho foi feito para a disciplina de Área de Projecto com a finalidade de ficarmos a conhecer melhor o tema que estávamos a pesquisar, no nosso caso era a história do automobilismo.

    Serviu também para conhecermos mais aprofundadamente as técnicas da informática, pois existem muitas coisas que não conhecíamos.

    Gostamos muito de fazer este trabalho, porque este tema tem muito a ver connosco.


publicado por tonic_alex às 13:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.Introdução

Este trabalho foi muito interessante, pois era um tema que nos agrada muito. Tivemos alguma dificuldade em realiza-lo, porque havia muita informação na Internet e foi difícil para organiza-la, mas com o empenho necessário conseguimos realizá-lo sem grandes problemas. O trabalho fala sobre a história do automobilismo, desde a primeira corrida, até aos automóveis mais sofisticados e pistas, das mais evoluídas que existem. Espero que o professor goste do nosso trabalho.

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

15
17
18
19
20
21

22
23
24
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Bernardo Sousa no Rali da...

. Armindo Araújo no Rali da...

. Classificação das 24 Hora...

. Acidentes de automóveis

. Prova do campeonato do mu...

. A História

. Organização e regulamento

. Autódromos e pistas

. Categorias

. Conclusão

.arquivos

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

SAPO Blogs

.subscrever feeds